Gabinete de Segurança do Doente

Garantir cuidados de saúde seguros, eficientes e centrados nas necessidades do doente e sua família, através de uma rede de intervenções coordenadas e sistemáticas, sustentada nos processos e dinâmicas do Sistema Integrado da Qualidade e Segurança do Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE (CHLC).

FINALIDADE

Garantir cuidados de saúde seguros, eficientes e centrados nas necessidades do doente e sua família, através de uma rede de intervenções coordenadas e sistemáticas, sustentada nos processos e dinâmicas do Sistema Integrado da Qualidade e Segurança do Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE (CHLC).

É reconhecida e assumida a possibilidade de lesão não intencional do doente durante os cuidados de saúde, sendo uma realidade que atinge todas as organizações de saúde, pelo que todos os profissionais têm a responsabilidade na deteção e correção precoce de problemas, promovendo as soluções de uma forma construtiva e não punitiva.

Perante um incidente associado aos cuidados de saúde, o CHLC apoia o doente e a sua família, sem interromper a relação terapêutica estabelecida caracterizada por uma comunicação aberta e colaboração permanentes. A instituição tem igualmente a responsabilidade de disponibilizar um sistema de apoio psicológico e emocional aos profissionais envolvidos em incidentes de segurança do doente.

A operacionalização desta política deve permitir identificar e priorizar as intervenções mais eficazes e eficientes na promoção da segurança do doente.

DESCRIÇÃO

A melhoria da segurança do doente é fomentada pelo trabalho em equipa, pela eficiência da comunicação estabelecida entre os profissionais e entre profissionais e doentes e, pelo planeamento rigoroso dos processos de cuidados de forma a criar barreiras que impeçam os inevitáveis erros humanos de chegar até ao doente.

As metas de qualidade propostas pela OMS foram transpostas para o Plano Nacional para a Segurança dos Doentes 2015-2020 e plasmadas em nove objetivos estratégicos:

A nível nacional, foi lançado o Projeto-piloto coordenado pela DGS “Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde” através do Despacho n.º 6430/2017. O CHLC é uma das 9 instituições que integram este projeto. Foram definidas no âmbito da literacia para a segurança dos cuidados de saúde, seis áreas prioritárias:

  • Promoção da higiene das mãos
  • Segurança cirúrgica
  • Segurança na utilização da medicação
  • Prevenção de quedas
  • Prevenção de úlceras de pressão
  • Prevenção de infeções e de resistência aos antibiótico.

O CHLC desenvolve a sua estratégia de segurança do doente com base nestes pressupostos e iniciativas promovidas pela OMS e pela DGS, implementando mecanismos que permitam:

  • Avaliar o progresso em segurança do doente.
  • Trazer a evidência para a prática clínica.
  • Avaliar e melhorar a cultura de segurança e a comunicação.
  • Identificar, analisar e mitigar os riscos e os incidentes com dano a nível local, institucional e na comunidade.
  • Avaliar as características da organização que se associam positiva ou negativamente com os objetivos de segurança do doente estabelecidos.

A implementação destes mecanismos pressupõe o envolvimento de todos os profissionais, dos doentes e das famílias, e uma cultura aberta, centrada no doente e com liderança eficaz na promoção da qualidade e segurança.

As atividades a desenvolver incluem:

  • O estabelecimento, no mínimo anual, de objetivos prioritários na melhoria da segurança do doente e a monitorização de medidas de processo e resultado que permitam avaliá-los.
  • Colheita e análise por rotina de dados relacionados com a segurança:
    Relatos de incidente de segurança do doente.
    Vigilância e controlo de infeção.
    Vigilância da segurança das instalações.
    Sugestões dos profissionais para a melhoria da segurança dos doentes.
    Visão e sugestões dos doentes e famílias sobre a melhoria da segurança.
  • Avaliação do risco:
    Identificação e análise dos processos de cuidados de alto risco.
  • Abordagem sistemática e revisão dos indicadores clínicos relacionados com a segurança do doente, incluindo necessariamente
  • Elaboração de plano de intervenção após a ocorrência de evento adverso grave, incluindo comunicação e apoio físico e psicológico ao doente e família afetados e apoio emocional aos profissionais envolvidos.

O Gabinete de Segurança do Doente, adiante desigando por GSD, foi criado em 08 de Agosto de 2016, e veio substituir o extinto Gabinete de Gestão do Risco. O GSD é uma estrutura de apoio do Conselho de Administração, integrando o Sistema da Qualidade e Segurança do CHLC e participa na Comissão da Qualidade e Segurança.

Contactos

Email: gsdchulc@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 884 11 83

O Gabinete de Segurança do Doente, adiante desigando por GSD, foi criado em 08 de Agosto de 2016, e veio substituir o extinto Gabinete de Gestão do Risco. O GSD é uma estrutura de apoio do Conselho de Administração, integrando o Sistema da Qualidade e Segurança do CHLC e participa na Comissão da Qualidade e Segurança.

A estratégia da Segurança do Doente no CHLC visa contribuir para a deteção, prevenção e controlo dos fatores de risco, de forma a desenvolver sistemas de trabalho, práticas e instalações mais seguras.

A Equipa do GSD desenvolve a sua atividade com base na estratégia da Qualidade e Segurança do CHLC sendo o seu enfoque a “Segurança do Doente”. O fio condutor da sua área de atuação assenta nos vários desafios da Organização Mundial de Saúde e no Plano Nacional para a Segurança dos Doentes da Direção Geral de Saúde, integrando as diferentes dimensões:

  • Cultura de Segurança do Ambiente Interno
  • Segurança da Comunicação
  • Segurança Cirúrgica
  • Segurança na Utilização de Medicação
  • Identificação Inequívoca de Doentes
  • Gestão de informação sobre Quedas dos Doentes e Úlceras por Pressão
  • Prevenção das Infeções Associadas aos Cuidados de Saúde
  • Sistema de Relatos de Incidentes.

O GSD no âmbito da sua atividade promove sistematicamente a colaboração com todas as estruturas do CHLC e, com especial realce, com as que constituem o Sistema da Qualidade e Segurança.

É fundamental que os profissionais reconheçam que os riscos podem ser reduzidos e controlados, assumindo os valores que orientam as práticas seguras na área de gestão do risco e segurança do doente, adotando uma atitude de abertura e honestidade, o que pressupõe o desenvolvimento de uma cultura organizacional de segurança.

 


Promover um ambiente seguro e a melhoria contínua dos cuidados de saúde prestados, através da dinamização das atividades na área da gestão do risco e segurança do doente, desenvolvidas em colaboração com os doentes, profissionais, acompanhantes e outras entidades.

Os valores que orientam a nossa atividade assentam nos pilares da transparência, confidencialidade, ética da saúde, deontologia e respeito.

Que o CHLC seja reconhecido a nível nacional, pela abordagem que desenvolve no âmbito da segurança do doente, integrada num processo de melhoria continua da qualidade dos seus serviços.

Ao GSD compete a definição de estratégias para a promoção da segurança do doente, assegurando a sua disseminação, implementação e monitorização no CHLC, articulando com a Comissão da Qualidade e Segurança e as restantes estruturas do CHLC, tendo em vista o fim comum de melhorar as práticas e os resultados assistenciais.

  • Participar nas atividades e iniciativas da Comissão da Qualidade e Segurança do CHLC.
  • Utilizar instrumentos que visem uma gestão do risco eficiente e o aumento da segurança do doente através da identificação e avaliação de riscos, utilização de um sistema de relato e análise de incidentes e monitorização de indicadores;
  • Gerir os incidentes de segurança do doente e do público em geral promovendo entre os profissionais a prática habitual do registo, análise e monitorização de medidas de melhoria.
  • Colaborar ativamente no Programa de Acreditação do Centro Hospitalar através da implementação e monitorização das Normas no âmbito da Gestão do Risco e da Segurança do Doente constantes no Manual de Acreditação do CHKS.
  • Planear e assegurar formação para os profissionais e cidadão no âmbito da segurança do doente.
  • Promover eventos e campanhas sobre “Segurança do Doente” para o cidadão e profissionais do CHLC.
  • Apoiar e colaborar em investigação e projetos no âmbito da segurança do doente.

O GSD integra uma equipa multiprofissional com uma estrutura de coordenação e quatro núcleos operacionais:

  • Gestão da avaliação do risco;
  • Gestão de incidentes e indicadores;
  • Apoio a projetos de segurança do doente;
  • Formação e investigação em segurança do doente.

Organograma

Publicações da Equipa

O CHLC é pioneiro na implementação de uma aplicação informática para a gestão de incidentes.

Desde 2011 disponibiliza aos profissionais do Centro Hospitalar um sistema eletrónico para reporte e gestão de incidentes tendo como base a Classificação Internacional sobre Segurança do Doente da OMS.

Regularmente, a Equipa do GSD em articulação com os responsáveis da Unidades Funcionais e com os Interlocutores para a gestão do risco, realiza avaliações do risco no âmbito da segurança do doente para detecção e correcção de falhas potenciais do sistema visando a prevenção de incidentes.

Aplicação de um sistema de auto-avaliação de segurança do medicamento do Institute for Safe Medication Pratices promovendo boas práticas em todo o circuito do medicamento.

Em 2015, o CHLC celebrou a Semana “Semana da Segurança do Doente: Medicação Segura” lançada no dia 01 de Outubro, onde teve lugar o Encontro sobre “Histórias da Segurança do Doente. A Bela Adormecida. Como Acordá-la?

Este evento, contou com a participação de 200 profissionais e proporcionou um espaço para apresentação de comunicações livres e exposição de pósteres. Os palestrantes reforçaram a necessidade emergente do envolvimento de todos os profissionais e do próprio doente/família no uso seguro do medicamento.

Os principais objetivos desta iniciativa foram:

  • Destacar as boas práticas instituídas nas Unidades Clínicas do CHLC.
  • Alertar e divulgar aos profissionais, doentes/famílias e cidadão, as medidas de segurança que podem contribuir para a prevenção de incidentes no uso do medicamento.
  • Identificar necessidades de melhoria nas Unidades Clínicas para o aumento da segurança do doente no circuito do medicamento.
  • Envolver os profissionais, doentes/ famílias e cidadão nas questões relacionadas com a segurança do medicamento e na Campanha: Somos Todos Responsáveis: Uso do Medicamento promovida pela Ordem dos Farmacêuticos.

Durante a Semana desenvolveram-se várias atividades sendo promovidos durante dois dias ciclos de conferências alusivos ao tema. Foram também distribuídos cartazes em todas as Unidades Clínicas do CHLC, sobre os “10 passos para o uso seguro dos seus medicamentos” e os “10 passos para a segurança da criança no uso do medicamento”.

Implementação das recomendações da OMS e da DGS relativas à utilização de pulseiras de identificação em doentes, preconizando a utilização sistemática dos mecanismos de segurança para a identificação correcta.

Em dezembro de 2016, o CHLC realizou um Ciclo de Conferências sobre esta temática, assinalando o início da “Campanha da Segurança do Doente: Identificação Segura”, lançando vários desafios aos profissionais e aos cidadãos.

Cartaz/ Programa

Apresentações

Cartaz

Jogo e soluções

Marcador Cidadão

Marcador Profissional

Promoção das boas práticas no âmbito do projecto “Cirurgias Seguras Salvam Vidas” com vista a aumentar a segurança do doente e contribuir para a redução de incidentes relacionados com os procedimentos cirúrgicos.

Articulação com o GL-PPCIRA do CHLC promovendo as boas práticas com vista a aumentar a segurança do doente e contribuir para a redução de incidentes de infecção associada aos cuidados de saúde.

Melhoria da comunicação entre os profissionais, como por exemplo a informação transmitida telefonicamente, nas passagens de turno e nas transferências dos doentes, entre outros aspectos.

Cartazes

Antes de começar o seu turno – ISBAR

Na admissão do doente na unidade – checklist

Lançamento da Semana da Segurança do Doente: Medicação Segura

10 passos para o uso seguro do medicamento – Cartaz A3

10 passos para o uso seguro do medicamento – Criança – Cartaz A3

Jogo de palavras Medicação Segura – Profissional

Jogo de palavras Medicação Segura – Profissional – Soluções

Jogo de palavras Medicação Segura – Cidadão

Jogo de palavras Medicação Segura – Cidadão – Soluções

10 passos para o uso seguro do medicamento

10 passos para o uso seguro do medicamento – Criança

Ciclo de Conferências – Semana da Segurança do Doente: Medicação Segura

Sessão de encerramento – Semana da Segurança do Doente – Medicação Segura

Programa Encontro – Histórias da Segurança do Doente

Programa de actividades da campanha

 

Esta campanha será dinamizada pelo Gabinete de Segurança será dinamizada pelo Gabinete de Segurança do Doente e pela Associação Científica dos Enfermeiros do CHULC e conta com o apoio da Área de Gestão da Formação e da Associação Viva Mulher Viva.

Esta campanha tem como principais objectivos:
– Incentivar o trabalho em equipa na promoção das boas práticas nas várias dimensões da segurança do doente, envolvendo o cidadão e os profissionais de saúde.
– Promover a segurança do doente na comunidade e junto do cidadão.
– Incentivar os profissionais do CHULC a participarem ao longo do ano nas diferentes atividades, motivando o desenvolvimento de projetos de melhoria contínua, com a integração e parceria efetiva dos doentes e famílias.

O Gabinete de Segurança do Doente, adiante desigando por GSD, foi criado em 08 de Agosto de 2016, e veio substituir o extinto Gabinete de Gestão do Risco. O GSD é uma estrutura de apoio do Conselho de Administração, integrando o Sistema da Qualidade e Segurança do CHLC e participa na Comissão da Qualidade e Segurança.

Contactos

Email: gsdchulc@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 884 11 83

O Gabinete de Segurança do Doente, adiante desigando por GSD, foi criado em 08 de Agosto de 2016, e veio substituir o extinto Gabinete de Gestão do Risco. O GSD é uma estrutura de apoio do Conselho de Administração, integrando o Sistema da Qualidade e Segurança do CHLC e participa na Comissão da Qualidade e Segurança.

A estratégia da Segurança do Doente no CHLC visa contribuir para a deteção, prevenção e controlo dos fatores de risco, de forma a desenvolver sistemas de trabalho, práticas e instalações mais seguras.

A Equipa do GSD desenvolve a sua atividade com base na estratégia da Qualidade e Segurança do CHLC sendo o seu enfoque a “Segurança do Doente”. O fio condutor da sua área de atuação assenta nos vários desafios da Organização Mundial de Saúde e no Plano Nacional para a Segurança dos Doentes da Direção Geral de Saúde, integrando as diferentes dimensões:

  • Cultura de Segurança do Ambiente Interno
  • Segurança da Comunicação
  • Segurança Cirúrgica
  • Segurança na Utilização de Medicação
  • Identificação Inequívoca de Doentes
  • Gestão de informação sobre Quedas dos Doentes e Úlceras por Pressão
  • Prevenção das Infeções Associadas aos Cuidados de Saúde
  • Sistema de Relatos de Incidentes.

O GSD no âmbito da sua atividade promove sistematicamente a colaboração com todas as estruturas do CHLC e, com especial realce, com as que constituem o Sistema da Qualidade e Segurança.

É fundamental que os profissionais reconheçam que os riscos podem ser reduzidos e controlados, assumindo os valores que orientam as práticas seguras na área de gestão do risco e segurança do doente, adotando uma atitude de abertura e honestidade, o que pressupõe o desenvolvimento de uma cultura organizacional de segurança.

 


Promover um ambiente seguro e a melhoria contínua dos cuidados de saúde prestados, através da dinamização das atividades na área da gestão do risco e segurança do doente, desenvolvidas em colaboração com os doentes, profissionais, acompanhantes e outras entidades.

Os valores que orientam a nossa atividade assentam nos pilares da transparência, confidencialidade, ética da saúde, deontologia e respeito.

Que o CHLC seja reconhecido a nível nacional, pela abordagem que desenvolve no âmbito da segurança do doente, integrada num processo de melhoria continua da qualidade dos seus serviços.

Ao GSD compete a definição de estratégias para a promoção da segurança do doente, assegurando a sua disseminação, implementação e monitorização no CHLC, articulando com a Comissão da Qualidade e Segurança e as restantes estruturas do CHLC, tendo em vista o fim comum de melhorar as práticas e os resultados assistenciais.

  • Participar nas atividades e iniciativas da Comissão da Qualidade e Segurança do CHLC.
  • Utilizar instrumentos que visem uma gestão do risco eficiente e o aumento da segurança do doente através da identificação e avaliação de riscos, utilização de um sistema de relato e análise de incidentes e monitorização de indicadores;
  • Gerir os incidentes de segurança do doente e do público em geral promovendo entre os profissionais a prática habitual do registo, análise e monitorização de medidas de melhoria.
  • Colaborar ativamente no Programa de Acreditação do Centro Hospitalar através da implementação e monitorização das Normas no âmbito da Gestão do Risco e da Segurança do Doente constantes no Manual de Acreditação do CHKS.
  • Planear e assegurar formação para os profissionais e cidadão no âmbito da segurança do doente.
  • Promover eventos e campanhas sobre “Segurança do Doente” para o cidadão e profissionais do CHLC.
  • Apoiar e colaborar em investigação e projetos no âmbito da segurança do doente.

O GSD integra uma equipa multiprofissional com uma estrutura de coordenação e quatro núcleos operacionais:

  • Gestão da avaliação do risco;
  • Gestão de incidentes e indicadores;
  • Apoio a projetos de segurança do doente;
  • Formação e investigação em segurança do doente.

Organograma

Publicações da Equipa

O CHLC é pioneiro na implementação de uma aplicação informática para a gestão de incidentes.

Desde 2011 disponibiliza aos profissionais do Centro Hospitalar um sistema eletrónico para reporte e gestão de incidentes tendo como base a Classificação Internacional sobre Segurança do Doente da OMS.

Regularmente, a Equipa do GSD em articulação com os responsáveis da Unidades Funcionais e com os Interlocutores para a gestão do risco, realiza avaliações do risco no âmbito da segurança do doente para detecção e correcção de falhas potenciais do sistema visando a prevenção de incidentes.

Aplicação de um sistema de auto-avaliação de segurança do medicamento do Institute for Safe Medication Pratices promovendo boas práticas em todo o circuito do medicamento.

Em 2015, o CHLC celebrou a Semana “Semana da Segurança do Doente: Medicação Segura” lançada no dia 01 de Outubro, onde teve lugar o Encontro sobre “Histórias da Segurança do Doente. A Bela Adormecida. Como Acordá-la?

Este evento, contou com a participação de 200 profissionais e proporcionou um espaço para apresentação de comunicações livres e exposição de pósteres. Os palestrantes reforçaram a necessidade emergente do envolvimento de todos os profissionais e do próprio doente/família no uso seguro do medicamento.

Os principais objetivos desta iniciativa foram:

  • Destacar as boas práticas instituídas nas Unidades Clínicas do CHLC.
  • Alertar e divulgar aos profissionais, doentes/famílias e cidadão, as medidas de segurança que podem contribuir para a prevenção de incidentes no uso do medicamento.
  • Identificar necessidades de melhoria nas Unidades Clínicas para o aumento da segurança do doente no circuito do medicamento.
  • Envolver os profissionais, doentes/ famílias e cidadão nas questões relacionadas com a segurança do medicamento e na Campanha: Somos Todos Responsáveis: Uso do Medicamento promovida pela Ordem dos Farmacêuticos.

Durante a Semana desenvolveram-se várias atividades sendo promovidos durante dois dias ciclos de conferências alusivos ao tema. Foram também distribuídos cartazes em todas as Unidades Clínicas do CHLC, sobre os “10 passos para o uso seguro dos seus medicamentos” e os “10 passos para a segurança da criança no uso do medicamento”.

Implementação das recomendações da OMS e da DGS relativas à utilização de pulseiras de identificação em doentes, preconizando a utilização sistemática dos mecanismos de segurança para a identificação correcta.

Em dezembro de 2016, o CHLC realizou um Ciclo de Conferências sobre esta temática, assinalando o início da “Campanha da Segurança do Doente: Identificação Segura”, lançando vários desafios aos profissionais e aos cidadãos.

Cartaz/ Programa

Apresentações

Cartaz

Jogo e soluções

Marcador Cidadão

Marcador Profissional

Promoção das boas práticas no âmbito do projecto “Cirurgias Seguras Salvam Vidas” com vista a aumentar a segurança do doente e contribuir para a redução de incidentes relacionados com os procedimentos cirúrgicos.

Articulação com o GL-PPCIRA do CHLC promovendo as boas práticas com vista a aumentar a segurança do doente e contribuir para a redução de incidentes de infecção associada aos cuidados de saúde.

Melhoria da comunicação entre os profissionais, como por exemplo a informação transmitida telefonicamente, nas passagens de turno e nas transferências dos doentes, entre outros aspectos.

Cartazes

Antes de começar o seu turno – ISBAR

Na admissão do doente na unidade – checklist

Lançamento da Semana da Segurança do Doente: Medicação Segura

10 passos para o uso seguro do medicamento – Cartaz A3

10 passos para o uso seguro do medicamento – Criança – Cartaz A3

Jogo de palavras Medicação Segura – Profissional

Jogo de palavras Medicação Segura – Profissional – Soluções

Jogo de palavras Medicação Segura – Cidadão

Jogo de palavras Medicação Segura – Cidadão – Soluções

10 passos para o uso seguro do medicamento

10 passos para o uso seguro do medicamento – Criança

Ciclo de Conferências – Semana da Segurança do Doente: Medicação Segura

Sessão de encerramento – Semana da Segurança do Doente – Medicação Segura

Programa Encontro – Histórias da Segurança do Doente

Programa de actividades da campanha

 

Esta campanha será dinamizada pelo Gabinete de Segurança será dinamizada pelo Gabinete de Segurança do Doente e pela Associação Científica dos Enfermeiros do CHULC e conta com o apoio da Área de Gestão da Formação e da Associação Viva Mulher Viva.

Esta campanha tem como principais objectivos:
– Incentivar o trabalho em equipa na promoção das boas práticas nas várias dimensões da segurança do doente, envolvendo o cidadão e os profissionais de saúde.
– Promover a segurança do doente na comunidade e junto do cidadão.
– Incentivar os profissionais do CHULC a participarem ao longo do ano nas diferentes atividades, motivando o desenvolvimento de projetos de melhoria contínua, com a integração e parceria efetiva dos doentes e famílias.