Mais 15% de dadores de órgãos no CHULC

Apesar das contrariedades que a pandemia representou nos últimos dois anos, a atividade de referenciação, colheita e transplantação não foi nunca interrompida no CHULC.

Em 2021, de acordo com os dados recolhidos, a atividade do Gabinete Coordenador de Colheita e Transplantação (GCCT) do CHULC (Hospital de São José) registou um aumento de 15% no número de dadores falecidos face ao ano anterior. Desta atividade de doação resultaram, por sua vez, a colheita de 257 órgãos. Este número representa um aumento de 17,9% nos órgãos disponíveis para transplante – correspondendo a 28% da atividade de doação nacional.

A área de influência do GCCT do CHULC abrange 23 hospitais, sendo os atos de colheita aí realizados assegurados por profissionais do CHULC dedicados a esta atividade. O GCCT do CHULC assume, deste modo, especial relevância na capacidade de resposta aos doentes críticos em lista de espera para transplante.

Para saber mais clique aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhar: