Primeiro Serviço de Cardiologia Pediátrica do país foi criado há 50 anos

O serviço de Cardiologia Pediátrica do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) comemora o 50º aniversário. Foi o primeiro a ser criado em Portugal, no Hospital de Santa Marta, pela médica cardiologista Fernanda Sampayo, e serviu de inspiração para o nascimento de outros serviços a nível nacional.
Durante os últimos 50 anos, milhares de crianças foram tratadas e acompanhadas no serviço de Cardiologia Pediátrica no polo de Santa Marta. Só nos últimos cinco anos realizaram-se cerca de 40 mil consultas e perto de três mil doentes passaram pelo internamento.

Todos os dias, os profissionais do serviço de Cardiologia Pediátrica do CHULC tratam e cuidam das crianças e dos adolescentes e apoiam as respetivas famílias, num trabalho clínico de excelência e com recurso às terapêuticas cirúrgicas e de reabilitação mais inovadoras.

Um trabalho inspirado no pioneirismo da médica Fernanda Sampayo que fundou a primeira consulta de Cardiologia Pediátrica em 1969 no Hospital de Santa Marta. Dois anos depois a consulta foi reconhecida como uma especialidade independente e pioneira em Portugal. A cardiologista foi a primeira presidente do Colégio de Cardiologia Pediátrica na Ordem dos Médicos, especialista na cardiologia pré-natal, uma das principais impulsionadoras do estudo e evolução da especialidade.

O evento de comemoração do 50º aniversário da Cardiologia Pediátrica teve lugar ontem no auditório do Hospital de Santa Marta onde a especialista foi homenageada, bem como Manuela Lima e Sashicanta Kaku, ambos antigos diretores do serviço, e Agostinho Borges, pioneiro a nível nacional na implementação da ecografia fetal. Antes foi celebrada uma missa em memória de todos os profissionais e doentes que passaram pelo serviço. O encontro terminou com um almoço convívio na Sala Museu MacBride.

As comemorações do 50º aniversário do serviço de Cardiologia Pediátrica vão prolongar-se durante o próximo ano.

Partilhar: