Equipa do CHULC vence prémio internacional na área da dor crónica com técnica inovadora

A equipa interdisciplinar de Medicina Regenerativa Músculo-esquelética do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) é a vencedora da edição inaugural da Gofeld Academic Scholarship Award, um prémio internacional da World Academy of Pain Medicine Ultrasonography (WAPMU) que distingue trabalhos inovadores na área da Medicina da Dor. O galardão foi atribuído por unanimidade pelo júri entre três finalistas.

A equipa, fundada no final de 2018 por Pedro Soares Branco, Responsável da Especialidade de Medicina Física e de Reabilitação do CHULC, reúne médicos de Imunohemoterapia (André Caiado), Medicina Física e de Reabilitação (Pedro Soares Branco, Luís Horta e Guilherme Ferreira dos Santos) e de Ortopedia e Traumatologia (Sérgio Gonçalves).

O trabalho desenvolvido por esta equipa baseia-se na infiltração intra-articular de derivados biológicos do próprio doente, obtidos e trabalhados no laboratório de Imunohemoterapia. Estes derivados consistem em plasma rico em plaquetas obtido através de uma técnica pioneira a nível mundial, concebida para potenciar os efeitos terapêuticos.

O objetivo do trabalho consiste em desenvolver estratégias terapêuticas conservadoras que permitam protelar ou mesmo evitar a cirurgia para colocação de próteses articulares em doentes com osteoartrose ligeira a moderada da anca e do joelho.
O prémio é entregue no dia 15 de fevereiro numa cerimónia em Miami, nos EUA.

Partilhar: