Centro de Responsabilidade Integrado de Urologia do CHULC iniciou atividade

O Centro de Responsabilidade Integrado (CRI) de Urologia, o primeiro da região de Lisboa e Vale do Tejo, iniciou atividade no Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) a 1 de setembro. O momento foi assinalado numa cerimónia em que estiveram presentes a administração do CHULC, presidida por Rosa Valente de Matos, o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, e o diretor do novo CRI, Luis Campos Pinheiro.

A unidade agora criada respeita o modelo definido pelo Ministério da Saúde. É uma estrutura de gestão intermédia constituída por equipas multidisciplinares, com um elevado grau de autonomia e orientada por objetivos negociados com o Conselho de Administração. Tem como propósito assegurar o desenvolvimento das melhores práticas clínicas, centradas na resposta às necessidades dos utentes, contribuindo para o aperfeiçoamento contínuo da qualidade dos cuidados, estimulando a melhoria do acesso e, em particular, o cumprimento dos tempos máximos de resposta garantidos.

Os CRI representam uma visão inovadora ao nível da gestão, que potencia a evolução das práticas clínicas, eficiência e aumento da produção. Como destacou a presidente do conselho de administração do CHULC: “rentabilizar a capacidade instalada, promover a autonomia, o envolvimento e a responsabilização dos profissionais na gestão dos recursos e incentivar o aumento dos níveis de produtividade e de satisfação são os elementos que constituem a chave deste modelo de gestão. A criação dos CRI faz parte da estratégia para revitalizar, investir e modernizar a gestão deste centro hospitalar.”

Luís Campos Pinheiro sublinhou, por seu turno, que o CRI de Urologia “representa um salto qualitativo na capacidade de resposta da especialidade às aspirações da população, tanto da parte do doente oncológico, como daquele que anseia pela prevenção primária ou secundária”.

 

Partilhar: