Ir para o conteúdo.

Estrutura de Apoio Técnico

Apreciar os aspetos relacionados com a melhoria e vigilância da prática clínica e dos cuidados prestados, avaliar periodicamente a atividade assistencial e promover a formação médica permanente, bem como, dar parecer sobre assuntos submetidos à sua apreciação pelo CA ou pelo Diretor Clínico.

Composição

Diretor Clínico; Diretores Clínicos Adjuntos; Adjuntos do Diretor Clínico; Diretores de Área; Responsáveis de Especialidade; Coordenadores de Unidades Funcionais; Responsáveis de Pólos.

 

Contactos Secretariado

Email: sec.ca.mp@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 884 13 11

 

Maria Teresa Simões Tomé Correia (Presidente)

 

Maria Teresa Mateus Ventura

Carla Sofia Semião David

Frederico Jorge Jardim de Gouveia Leal

Esmeralda Maria Mealha Martins Pereira

Maria Inês Ribeiro Machado

Maria de Lurdes Farinha

Maria Manuela Amaral sousa

Mónica Isabel das neves Felismino Bandeiras

  • Promover ativamente a integração de cuidados prestados no CHLC na área oncológica, de forma a rentabilizar os recursos existentes, potenciando e melhorando o desempenho do CHLC nesta área e promovendo a colaboração dos profissionais através da partilha de saberes e meios disponíveis.
  • Promover a adoção de protocolos de diagnóstico e terapêutica e monitorização de resultados;
  • Implementar consultas multidisciplinares de decisão terapêutica;
  • Melhorar a acessibilidade dos doentes aos cuidados do foro oncológico, garantindo a ausência de listas de espera;
  • Avaliar, em articulação com a Comissão de Farmácia e Terapêutica, a introdução de novos fármacos, com base na evidência científica existente e na análise custo/benefício;
  • Promover a melhoria da referenciação de doentes e a articulação na adoção de programas conjuntos com os Centros de Saúde;
  • Estimular a investigação e promover protocolos de ensino pré e pós-graduado em Oncologia;
  • Garantir a atualização permanente do registo oncológico;
  • Participar ativamente nos projetos institucionais de cuidados integrados, designadamente, de cuidados paliativos.

Composição:
Ricardo da Luz,Carlos de Almeida, Diogo Silva Ramos, João Cardoso,João Coelho, Luís Campos Pinheiro; Margarida Borges, Aida Botelho de Sousa, Mário Ferraz de Oliveira

Declarações de Incompatibilidade:
Mário Ferraz de Oliveira
Margarida Borges
Luís Campos Pinheiro
João Coelho
João Cardoso
Diogo Silva Ramos
Carlos Almeida
Aida Botelho de Sousa
Ricardo da Luz

  • A Comissão de Ética para a Saúde tem as competências e composição constantes do Decreto-lei nº 97/95, de 10 de Maio, com as alterações introduzidas pela Lei nº 46/2004, de 19 de Agosto.
  • Garantir a existência de informação clínica dirigida ao doente, essencial para garantir o consentimento informado;
  • Validar eticamente a investigação clínico/farmacológica, garantindo a adesão voluntária e consciente do doente;
  • Estimular a actividade em equipa na prestação de cuidados de saúde, garantindo o cumprimento das normas éticas, na relação entre profissionais e na organização da prática clínica;
  • Pugnar pelo acompanhamento e humanização da actividade clínica junto dos doentes em estado terminal de vida, garantindo a execução de critérios científicos no diagnóstico de morte cerebral;
  • Pronunciar-se do ponto de vista ético em relação ás críticas e sugestões dos doentes e dos profissionais da instituição;
  • Contribuir para a integração da actividade assistencial no sistema de saúde, pré e pós hospitalar;
    Suportar eticamente a decisão clínica, apoiando soluções com custo/benefício e custo/eficácia comprovados.

Composição

Presidente – Gonçalo Cordeiro Ferreira

Fernando Eduardo Barbosa Nolasco

Maria Cristina Pereira de Lima

Sandrina Alves Silva Bento

João Luis Vaz Paiva Alves

Victor Feytor Pinto

Paula Martinho da Silva

Contactos Secretariado

Email: comissao.etica@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 351 44 10

Fax: 21 356 22 08

Assume as competências, composição e modo de funcionamento previstas no Despacho nº 1083/2004, de 17 de Janeiro.

Composição
Luís Manuel de Almeida Nunes, que preside

António Bessa Almeida

João Alves

Maria da Graça Almeida

Sara Rodrigues

Sofia Pinheiro

Contactos Secretariado
Email: sec.ca.dc@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 884 13 51

Podem ser consultadas em baixo as Declarações de Inexistência de Incompatibilidades dos membros desta comissão:

Luís Manuel de Almeida Nunes

António Bessa de Almeida

João Alves

Maria da Graça Almeida

Sara Rodrigues

Sofia Pinheiro

 

1. A Resolução da Assembleia da República nº 62/2016 apresenta a Estratégia Nacional para o Ecossistema dos Sistemas de Informação de Saúde 2020 (ENESIS 2020).

2. No âmbito da Resolução são constituídas as CLIC, em cada organização de saúde (Hospital, Unidade Local de Saúde e ACES).

3. Estas são constituídas em cada instituição do Ministério da Saúde e têm as seguintes responsabilidades:

  • Garantir que a estratégia para as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) da respetiva entidade considera os objetivos da ENESIS 2020, integra as suas iniciativas e incorpora as boas práticas do Ecossistema de Sistemas de Informação da Saúde (eSIS).
  • Implementar na sua Organização as iniciativas no âmbito do ENESIS 2020, coordenando atividades dos diversos departamentos e serviços envolvidos e atribuindo responsabilidades locais pelo cumprimento dos objetivos do eSIS.
  • Monitorizar na sua Organização a implementação das iniciativas no âmbito do ENESIS 2020, incluindo a análise de indicadores de acompanhamento e risco, e reportar essa avaliação através da plataforma de Gestão de Portefólio de iniciativas disponibilizada pela Coordenação do eSIS.

4. As CLIC devem apresentar uma estratégia local para promover os processos de informatização clínica, existindo uma relação hierárquica direta com o Conselho de Administração da Organização.

Assim, o Conselho de Administração deliberou nomear os seguintes profissionais:

Leandro Luís (coordenador)
António Lourenço
Mónica Pereira
Teresa Matias
António Carvalhal

  • Acompanhar a reflexão estratégica do CHLC, analisando as linhas de orientação e acção;
  • Acompanhar os projectos em curso no CHLC, monitorizando a sua compatibilidade com as linhas de orientação definidas;
  • Dar parecer sobre as matérias que lhe sejam apresentadas pelo CA.

Composição

Gonçalo Cordeiro Ferreira

Jorge Penedo

José Fragata

Paolo Casella

Rui Ferreira

Teresa Matias

 

Funciona de acordo com o disposto no art. 20º da Portaria nº741-A/2007, de 21 de Junho, que regulamenta a Lei nº16/2007, de 17 de Abril que estabelece as medidas a adoptar pelos estabelecimentos de saúde oficiais ou oficialmente reconhecidos, com vista à realização da interrupção da gravidez.

Composição
Micaela do Rosário Marques Serelha Azevedo de Carvalho

Maria Manuela Silva Soares Caetano

Luis Manuel Fernandes Pereira da Silva

Luis Manuel de Almeida Nunes

Maria Alice Cabugueira

Naiegal Bite Ferreira Mendes Pereira (suplente)

Teresa Maria Taylor da Silva Kay (suplente)

A Comissão Técnica de Enfermagem é um órgão de apoio técnico ao Enfermeiro Director, que a ele preside.

À Comissão Técnica de Enfermagem compete apreciar os aspectos relacionados com a prática de enfermagem no CHLC e avaliar periodicamente e de modo sistemático a actividade desenvolvida neste sector e a formação dos respectivos profissionais, bem como, dar parecer sobre assuntos submetidos à sua apreciação pelo CA ou pelo Enfermeiro Director.

A Comissão de Enfermagem, sem prejuízo do funcionamento em plenário, funciona preferencialmente em subcomissões especializadas ou por áreas funcionais.

A estratégia de enfermagem delineada por esta Comissão, pretende promover nos enfermeiros o comportamento a adoptar para a prossecução dos objectivos definidos. Coloca especial ênfase na melhoria contínua da qualidade dos cuidados, no desenvolvimento pessoal e profissional dos enfermeiros, em busca da excelência dos cuidados e da segurança do doente.

Pretende, ainda, definir os valores de referência para os Enfermeiros, estabelecendo directrizes gerais relativas à sua prática. Estas directrizes são consentâneas com o actual corpo de saberes da Enfermagem e a prática clínica dos cuidados, realizados com a preocupação da defesa dos direitos, da liberdade e da dignidade da pessoa humana e do enfermeiro. A sua actividade desenvolve-se de acordo com a Missão, os Valores e os Objectivos do CHLC, EPE definidos no seu Regulamento, privilegiando uma comunicação e informação interactivas, partilhadas e negociadas, a nível de gestão de recursos humanos, gestão de cuidados e da formação.

Apoia e fomenta as iniciativas desenvolvidas pelos enfermeiros do CHLC.

Composição

  • Directores de Enfermagem Adjuntos;
  • Adjuntos do Enfermeiro Director;
  • Enfermeiros Supervisores;
  • Enfermeiros Coordenadores de Área e Enfermeiros Chefes.

Contactos Secretariado
Email: sec.ca.mp@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 884 13 11

  • Acompanhar a reflexão estratégica do CHLC, analisando as linhas de orientação e acção;
  • Acompanhar os projectos em curso no CHLC, monitorizando a sua compatibilidade com as linhas de orientação definidas;
  • Dar parecer sobre as matérias que lhe sejam apresentadas pelo CA.

Composição
Célia Pilão

Conceição Botas

Gonçalo Cordeiro Ferreira

Helena Gomes

Isidro Faustino

Isabel Fragata

João Estrada

Jorge Penedo

Jorge Rodrigues

José Fragata

Luis Bento

Manuel de Sousa

Margarida Pinto

Maria Lurdes Correia

Oliveira Martins

Paes Duarte

Paolo Casella

Paulo Larcher

Rita Côrte-Real

Rui Ferreira

Teresa Matias

Teresa Neto

Videira e Castro

Orientar, coordenar e avaliar a realização de internatos médicos no CHLC, tendo as funções previstas no art. 14º da Portaria nº 183/2006 de 13 de Fevereiro.

Composição

Director:

João Falcão Estrada

Assessores:

Hospital de S. José: Nuno Correia Louro Fradinho

Hospital de Santo António dos Capuchos: Susana de Freitas Gonçalves da Costa Cadilha

Hospital de Santa Marta: Frederico Miguel Valido Bastos Gonçalves

Hospital Curry Cabral: António Carlos Gomes Panarra

Maternidade Dr. Alfredo da Costa: Maria José da Silva Alves

Contactos Secretariado
Email: internato.medico@chlc.min-saude.pt

Telefone: 21 312 67 84

Nos termos do Artigo 6º-A da Lei n.º 12/93, de 22 de Abril, republicada pela Lei n.º 22/2007, de 29 de Junho, e por proposta do Presidente da Comissão de Ética para a Saúde, o Conselho de Administração nomeou em reunião de 01 de Setembro de 2016, a EVA – Entidade de verificação de admissibilidade de colheita para transplante:

Composição
João Alves

Gonçalo Cordeiro Ferreira

Cristina Pereira de Lima

Paula Martinho da Silva

Sandrina Bento

Victor Feytor Pinto

Mais informação

  • Acolher e proteger as Crianças e Jovens que solicitem os cuidados deste Centro,vitimas de maus tratos e suas respectivas Famílias.
  • Elaborar Normas/Protocolos de Boas Práticas,na abordagem dos maus tratos,para oo profissionais de Saúde do CHLC.
  • Promover medidas de restruturação e protecção das Crianças/Jovens e suas Famílias envolvidas nestas problemáticas.

Composição

Leonor Sassetti (Coordenadora)

Isabel Martins da Silva

Sátya Campelo de Sousa

Fátima Xarepe

Rute Santos

Esmeralda Pereira

Clara Oliveira

Paula Silva

Contactos Secretariado
Email: nhacjr@chlc.min-saude.pt

Telefone: 213126600/ 213126681

Missão
Atividade independente, de avaliação objetiva e de consultoria, destinada a acrescentar valor e a melhorar as operações de uma organização. Assiste a organização na consecução dos seus objetivos, através de uma abordagem sistemática e disciplinada, na avaliação da eficácia dos processos de gestão de risco, controlo e governação.” IIA (The Institute of Internal Auditors)

Competências

  1. Fornecer ao Conselho de Administração análises e recomendações sobre as atividades revistas para melhoria do funcionamento dos serviços;
  2. Receber as comunicações de irregularidades sobre a organização e funcionamento do hospital E. P. E. apresentadas pelos demais órgãos estatutários, trabalhadores, colaboradores, utentes e cidadãos em geral;
  3. Elaborar o plano anual de auditoria interna;
  4. Elaborar anualmente um relatório sobre a atividade desenvolvida, em que se refiram os controlos efetuados, as anomalias detetadas e as medidas corretivas a adotar.

Normas de Conduta
A auditoria interna pauta a sua atuação pelos princípios de ética usualmente aceites baseados na integridade, objetividade, confidencialidade e competência.
O serviço de auditoria interna respeita as Normas para a Prática Profissional de Auditoria Internas do IIA – The Institute of Internal Auditors

Legislação aplicável
A atividade da função auditoria interna rege-se pelas disposições do seu regulamento interno, pelas decisões e deliberações do conselho de administração e demais legislação aplicável.
Aplica-se também o Decreto-lei n.º 233/2005, de 29 de dezembro, republicado pelo Decreto-Lei n.º 244/2012, de 9 de novembro, o regime jurídico do setor empresarial do Estado, o Código das Sociedades Comerciais e as normas de auditoria interna geralmente aceites.

Contactos:
Telefone: 21 792 43 86/ 21 792 43 88

Extensões: 74386/ 74388

Email:

mj.figueira@chlc.min-saude.pt

telma.peixe@chlc.min-saude.pt

sai.irregularidades@chlc.min-saude.pt

Documentos:

Regulamento Interno de Comunicação de Irregularidades – 2018

Plano de Auditoria Interno 2018

Plano de Auditoria Interno – 2017

Plano de Auditoria Interno – 2017 Adenda

Plano de Auditoria Interna – 2016

Plano de Auditoria Interno – 2015

 

Area Cidadão