A apresentação técnica das linhas gerais do projeto de desenvolvimento da infraestrutura do novo hospital decorreu no auditório do Infarmed, na presença de entidades interessadas dos sectores privados da construção, arquitectura, direito e finanças. O Estado Português pretende levar a referida construção, a instalar em terrenos de Marvila, a concurso público internacional, envolvendo a conceção, financiamento e manutenção ao longo de 30 anos: três de construção e 27 de exploração.

Prevê-se que o concurso arranque no segundo semestre de 2017 e que a nova unidade de saúde, herdeira do Centro Hospitalar de Lisboa Central, entre em funcionamento em 2023.